Instituto Para os Assuntos Cívicos e Municipais

Rede de Informação Cadastral

Mapa On-Line de Macau

Guia da Cidade

Informações sobre as obras do IACM

 Quantas ruas existem actualmente em Macau?
Em 14 Dezembro de 2011, havia oficialmente na RAEM 1255 ruas, sendo 950 na Península de Macau, 182 na ilha da Taipa e 123 na ilha de Coloane.
 Qual foi a primeira rua em Macau a receber um nome?
As autoridades de Macau baptizaram uma série de ruas em 1869, tendo a lista sido publicada no Boletim Oficial desse ano.
 Qual é a rua mais comprida/mais curta/mais larga/mais estreita de Macau?
A “Avenida da Amizade” é a artéria mais comprida (com cerca de 2900m); a “Travessa da Chupa” é a mais curta (com cerca de 4.3m); a “Estrada da Baía de Nossa Senhora da Esperança” é a mais larga (com cerca de 41m); e o “Beco da Rede” é a mais estreita (com cerca de 0.73m).
 Como se classificam os vários tipos de artérias urbanas de Macau?
As artérias de Macau assumem uma variedade de designações, algumas adoptando o tradicional nome chinês, outras influenciadas pela cultura ocidental e são classificadas em escadas, rampas, calçadas, istmos, pátios e becos.
 Quais são as ruas de Macau com os nomes mais engraçados/estranhos?
Macau tem muitas ruas com nomes engraçados ou estranhos. Por exemplo, Rua dos Bem Casados, Azinhaga dos Amores, Travessa das Virtudes, Travessa das Lindas, Rua do Sol, Escada do Coxo e Rua do Interior.
 Qual é o significado dos desenhos das calçadas à portuguesa em Macau?
Os motivos dos desenhos, regra geral, inspiram-se na história, cultura e características regionais de Macau, revelando os traços típicos da cultura local.
 Houve algumas ruas de Macau que tivessem desaparecido devido ao desenvolvimento urbano?
Naturalmente, com o desenvolvimento da cidade, houve ruas antigas que foram substituídas por outras novas, em particular as associadas a topónimos de antigas aldeias ou portos de pesca, que caracterizavam o Macau antigo, as quais praticamente desapareceram.
 Qual é a diferença entre “Estrada” e “Avenida”?
“Estrada” refere-se a uma via principal, larga e extensa, para veículos circularem com velocidade. “Avenida” também se refere a uma via principal, larga e extensa, mas geralmente mais longa e ladeada de árvores. Com os dados estatísticos feitos antes de 14 de Dezembro de 2011, havia em Macau 9 estradas e 69 avenidas.
 Qual é a diferença entre “Calçada” e “Rampa”?

“Calçada” em regra refere-se a uma via com pavimento empedrado, ao passo que uma “Rampa” é qualquer via ascendente ou descendente. Com os dados estatísticos feitos antes de 14 de Dezembro de 2011, havia em Macau 39 calçadas e 9 rampas.

 Que tipo de materiais se utiliza para as placas toponímicas?

As actuais são feitas de um painel de oito azulejos coloridos vidrados, mas antigamente eram muito variadas, feitas de uma peça única de concreto com gravura de nome ou até de pedra.

 Como é que o IACM decide os nomes a dar às ruas?
Para dar o nome a uma rua, o IACM organiza reuniões para discutir o tema após a recepção duma rua, tendo em consideração critérios como a sua localização, arquitectura envolvente, e acontecimentos especiais que tenham ocorrido no local. Também se considera a preservação de memórias, bem como a sua aceitabilidade pelo público.
 Quantas placas toponímicas existem actualmente em Macau?
Existem cerca de 5.000 por toda a cidade, quer afixadas em paredes quer erectas nas vias públicas.
 Quantas ruas de Macau têm o nome de personalidades famosas, chinesas e portuguesas?

Existem 21 ruas com o nome de personalidades chinesas, 222 homenageando personalidades portuguesas ou estrangeiras e 47 com nomes de santos.

 Como detectar a localização das placas toponímicas?
Depende das condições actuais do local de cada via pública. Umas são afixadas na parede, outras erigidas em passeios ou em placas, mas a maior parte está implantada no início e fim da via, em local facilmente visível para o público.
 Quais são as dimensões de cada placa toponímica?
Cada placa toponímica actual consta de um painel de 8 azulejos coloridos vidrados, medindo 30cm X 60cm.
 Quantos grupos de ruas têm nomes idênticos?
Existem 34 grupos, com alguns deles a ostentar designação idêntica, em português ou em chinês, e outros com designação idêntica em ambos.
 Por que razão algumas ruas têm nomes completamente diferentes, em português e em chinês?
As verdadeiras razões são difíceis de atestar, mas talvez a designação em português tenha surgido primeiro e a chinesa limitou-se a segui-la, mas a designação em chinês nunca era uma tradução directa do português, sendo decidida pelo Leal Senado.
 Por que razão há em Macau ruas com nome idêntico?
Na medida em que, antes da transferência de administração, havia duas entidades municipais a dar nome às ruas, (o Leal Senado e a Câmara Municipal das Ilhas), prevaleceram alguns casos de duplicação de nomes.
 Quantas placas toponímicas se podem colocar numa rua?
O número de placas depende da extensão da via.
 Antes e depois da Transição de Macau para a China, houve alguma alteração em termos do organismo (entidade) que tem competência para dar o nome às ruas?
Inicialmente foi por ordem do Governador Ferreira do Amaral por volta de 1849. Antes da criação do IACM pelas posturas Municipais. Finalmente a competência da denominação foi concedida ao IACM pelos pontos nos. 5 e 6 do artigo 10º do Regulamento Administrativo no. 32/2001.
 Quais são os princípios seguidos pelo IACM para dar o nome às ruas e avenidas?
Após da recepção dum arruamento novo, os membros do grupo de trabalho vão realizar reuniões para definir o tema que deve utilizar no novo arruamento e este tema é influenciado pela zona de localização do arruamento, construções com representação da zona, dos eventos especiais da RAEM, etc..., e ainda a nova denominação deve ser simples e aceite pela população.
 Quais são os princípios seguidos pelo IACM para a tradução dos nomes das ruas de português para chinês e vice-versa?
Quando o IACM dá o nome a uma rua ou avenida, considera, caso a caso, se se deve traduzir o nome por simples transliteração ou através de uma paráfrase (que explique o sentido). No caso de optar pela transliteração, esta é sempre baseada na fonética do dialecto cantonense ou mandarim.